3 PRÁTICAS ESSENCIAIS PARA A GESTÃO DE PESSOAS

Customer care, care for employees, labor union, CRM, and life insurance concepts. Protecting gesture of businessman or personnel and glass cubes with icons representing group of people.

“O empreendedor tem que dar grande importância ao tópico de gente. Geralmente, ele olha mais para custos e vendas e contrata alguém de RH para se ocupar do assunto. Gente é algo em que o dono tem que estar envolvido.” – Jorge Paulo Lemann – um dos empresários mais ricos do Brasil.

É muito comum o pequeno empresário confundir a gestão de pessoas com rotinas trabalhistas. Esta última é uma atividade, geralmente, executada pelos profissionais das empresas de serviços contábeis. Porém gestão de pessoas vai muito além disso.

O ideal é que, desde o planejamento inicial do negócio ou, no máximo, a partir da primeira contratação, a empresa já estabeleça uma rotina para a gestão de pessoal. Porque esta área, é muito importante para empresas de qualquer tamanho. E chamo a atenção para que sejam cuidados três aspectos:

  1. ROTINAS TRABALHISTAS

Na pequena empresa, geralmente, as atividades contemplam questões legais de contratação como: admissão, demissão, férias, elaboração de folha de pagamentos e 13.Salário. Cálculo de encargos sobre a folha de pagamento – INSS, FGTS, Imposto de renda retido na fonte e ainda a elaboração das chamadas obrigações acessórias – RAIS, DIRF, CAGED e SEFIP.

Tais rotinas são essenciais para serem evitados problemas com reclamações e multas trabalhistas. A CLT – Consolidação das Leis do Trabalho é uma norma legislativa de regulamentação das leis referentes ao Direito do Trabalho e do Direito Processual do Trabalho no Brasil. Portanto é fundamental segui-la, bem como, a Convenção Coletiva de Trabalho, que varia de acordo com a atividade da empresa e é estabelecida a partir da negociação entre o Sindicato da Empresa com o Sindicato dos Empregados. Todo empresário deve conhecer a Convenção Coletiva aplicável à sua empresa.

Além disso, ter uma boa administração desta área, supre parte das necessidades de segurança do empregado, elencadas na Pirâmide de Maslow (*saiba mais no final do artigo).

Vale destacar que não é obrigatório ter um profissional de Contabilidade para realizar estas tarefas. Mas é recomendável, especialmente, porque o contador tem muita familiaridade com cálculos, leis e tem uma visão sistêmica da empresa.

  1. GESTÃO DE RH

Mais direcionada às relações humanas dentro da empresa, geralmente, a Gestão de RH é desenvolvida por empresas especializadas. Porém, mesmo que a empresa não tenha condições de contratar uma prestadora de serviços, nesta área, é fundamental que o empresário e/ou funcionários tenham conhecimentos técnicos para fazê-la acontecer nos seus negócios. Existem diversos cursos de capacitação para pequenas empresas que podem ser desenvolvidos internamente.

Dentre os assuntos contemplados nesta área destaco: Recrutamento e seleção, Descrição dos cargos, Plano de remuneração fixa e variável como, por exemplo, o Programa de Participação nos Resultados, Plano de benefícios, Gestão do desempenho – Metas e objetivos, acompanhamento, feedback, Plano de capacitação, Clima organizacional e qualidade e vida. A administração desta área é fundamental para a retenção de talentos.

  1. SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO

Muitas vezes, negligenciada, pelas pequenas empresas, por falta de conhecimento, a Segurança e Medicina do Trabalho é uma prática, obrigatória, para qualquer empresa, a partir de tão somente um funcionário. As Normas existem, desde 1977. Sendo que as principais obrigações são:

PPRA – PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS – Documento elaborado por Técnico ou Engenheiro em Segurança do Trabalho.

PCMSO – PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO E SAÚDE OCUPACIONAL – Documento elaborado por Médico do Trabalho, que analisa as informações constantes no PPRA.

As empresas que descumprem as regras estão sujeitas a multas, que sempre existiram mas que, há algum tempo, não têm sido muito aplicadas em virtude da redução do trabalho de fiscais desta área. O alerta, aqui, fica por conta da entrada em vigor do E-Social, módulo trabalhista do Sped – Sistema Público de Escrituração Digital – que tornará a fiscalização de aplicação destas normas, uma rotina automática, que resultarão, consequentemente em aplicação de multas.

Todas estas áreas são importantes e devem convergir entre si e principalmente com as diretrizes da empresa definidas pela Missão, Visão e Valores.

E você, como tem administrado estes importantes recursos em prol da Gestão de Pessoal, em sua empresa?

 

* Abraham Maslow (1908-1970), reconhecido psicólogo americano. A partir de seus estudos no MIT – Massachusetts Institute of Technology (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), ele desenvolveu uma teoria, até hoje, muito utilizada em áreas como RH e Marketing, chamada Teoria das Necessidades Humanas, ou Pirâmide de Maslow.

Pirâmide-de-Maslow_reprodução-1024x670

Quer receber artigos novos por e-mail? Increva-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *